Video sobre sintomas da Tuberculose estréia hoje na TV

Video sobre sintomas da Tuberculose estréia hoje na TV

Objetivo é promover o diagnóstico precoce e, com isso, garantir tratamento adequado e eficaz para a doença, que mata cinco mil pessoas por ano no Brasil.

O video faz parte da campanha do Ministério da Saúde no combate à tuberculose, ano de 2008.

Apoio: Banco de Saúde.

Campanha nacional de combate à Tuberculose 2008 está no ar!

A Campanha Nacional de Combate à Tuberculose, que será  veiculada pelo Ministério da Saúde entre os dias 13 e 26 de julho de 2008, tem o objetivo de promover o diagnóstico precoce e garantir o tratamento adequado e eficaz para a doença, que mata cinco mil pessoas por ano no Brasil. Para a campanha, o ministério produziu 300 mil cartazes e dois milhões de fôlderes, além de divulgação em rádio e televisão de todo o país.

Fonte: Ministério da Saúde

Medicina Tradicional Chinesa – MTC

Medicina Tradicional Chinesa – MTC

A medicina tradicional chinesa (MTC) tem sido utilizada atualmente como terapia adjuvante e complementar a um tratamento médico convencional. Esta, sem dúvida, seria a forma mais correta e segura da utilização da medicina tradicional chinesa. Em todos os estudos e pesquisas relativos ao uso das práticas da medicina tradicional chinesa, a acupuntura tem sido a técnica mais amplamente estudada, sendo eficaz como tratamento complementar em determinadas condições de saúde.

O que é a medicina tradicional chinesa (MTC)?

Conceito: Medicina tradicional chinesa (MTC) é um sistema de medicina parcialmente baseado na idéia de que uma energia, chamada de QI (pronuncia-se “tchi”), flui ao longo de caminhos no corpo chamados de meridianos. Nesta crença, se o fluxo de QI ao longo destes meridianos é bloqueado ou tem algum tipo de desequilíbrio, uma doença pode ocorrer. Na China, os médicos têm praticado medicina tradicional chinesa há milhares de anos, e isto tem ganhado popularidade em muitos países Ocidentais.

As causas de desequilíbrio do QI geralmente envolvem os seguintes aspectos:

  • Forças externas, tal como o vento, o frio, ou o calor.
  • Forças internas: são emoções de alegria, raiva ou medo.
  • Estilo de vida: são fatores relacionados a uma dieta ruim, insônia ou uso excessivo de bebidas alcoólicas.

Uma informação importante dentro da medicina tradicional chinesa é o conceito de YIN e YANG. Neste conceito, todas as coisas, incluindo o corpo, são compostas de forças opostas chamadas de YIN e YANG. Desse modo, a saúde irá depender do equilíbrio destas forças. A medicina tradicional chinesa focaliza em manter o equilíbrio entre YIN-YANG para manter corpo e mente saudáveis e prevenir doenças.

Através da busca do equilíbrio entre o corpo, mente e espírito, os médicos da medicina tradicional chinesa procuram restaurar o QI, equilibrar o YIN-YANG e promover uma boa saúde.

Para o que a medicina tradicional chinesa é usada?

As pessoas usam medicina tradicional chinesa para tratar muitas doenças, desde asma e alergias a câncer e infertilidade. Os médicos chineses podem usar vários tipos de tratamentos para restaurar equilíbrio do QI.

As terapias da medicina tradicional chinesa incluem:

  • Acupuntura: utiliza finas agulhas de metal que são colocadas ao longo dos pontos dos meridianos do corpo.
  • Massagem por pressão: utiliza as mãos ou dedos para aplicar pressão direta a pontos localizados ao longo dos meridianos do corpo.
  • Ervas chinesas: trata-se de uma combinação de ervas, raízes, pós, ou substâncias animais (ex: pó de chifre de rinoceronte) que ajudam a restaurar o equilíbrio no corpo.
  • Ventosas: técnica que utiliza ar aquecido em jarros de vidro para criar sucção na pele em determinadas áreas do corpo para ajudar a estimular o QI.
  • Dieta: alimentos de YIN e YANG podem ajudar a restaurar o equilíbrio de YIN-YANG no corpo.
  • Massagem (“tui na”) em áreas específicas do corpo ou ao longo dos meridianos do corpo.
  • Moxabustão: utiliza pequenas quantidades de fibra de planta aquecida (moxa, ou mugwort chinês) em áreas específicas do corpo.
  • QI gong: usa movimentos, técnicas respiratórias e meditação.

O que a ciência diz a respeito da medicina tradicional chinesa?

Pesquisas realizadas na China e a nível mundial mostraram que medicina tradicional chinesa pode ser útil para alguns tipos de doenças.

Ao contrário da medicina ocidental, a medicina tradicional chinesa não segue um padrão para o tratamento de uma mesma doença em diferentes indivíduos.

Por exemplo, na prática médica ocidental, indivíduos diferentes podem ser tratados com um mesmo antibiótico para uma mesma infecção (amigdalite, por exemplo). Já na medicina tradicional chinesa, cada pessoa poderá receber um tratamento diferente para a uma mesma doença, dependendo do QI e do equilíbrio YIN-YANG.

Vários centros de pesquisas e institutos de saúde dos EUA, China e de todo o mundo têm estudado sobre as terapias da medicina tradicional chinesa, visando avaliar seus riscos e benefícios.

A acupuntura foi a técnica mais estudada, sendo aceita como terapia para certas condições de saúde.

Acupuntura:

A acupuntura pode ser utilizada como terapia complementar nos seguintes casos:

  • Tratamento de náuseas e vômitos causados pela quimioterapia, dor pós-cirúrgica ou gravidez.
  • Auxílio no tratamento de dependentes químicos.
  • Reabilitação neurológica.
  • Dores de cabeça.
  • Cólicas menstruais.
  • Tendinite de cotovelo.
  • Osteoartrite.
  • Dor lombar ou dor nas costas.
  • Síndrome do túnel do carpo.
  • Asma.

Em general, a acupuntura é segura quando feita por um médico acupunturista certificado.

A medicina tradicional chinesa é segura?

Assim como os medicamentos convencionais, os medicamentos herbáceos chineses também podem causar efeitos colaterais, desencadear reações alérgicas, ou interagir com outras medicações já em uso.

Antes de você usar qualquer terapia da medicina tradicional chinesa, conte ao seu médico sobre qualquer medicação receitada ou mesmo sobre o uso de determinadas ervas ou suplementos alimentares.

Sempre conte ao seu médico se você usa alguma terapia alternativa, como a chinesa, ou se pensa em combinar uma terapia alternativa com seu tratamento médico convencional.

Pode não ser seguro deixar de seguir um tratamento médico convencional e optar apenas por terapias alternativas, como a medicina tradicional chinesa, por exemplo.

Fonte: Banco de Saúde

Olimpiadas 2008: Cuidados com a saúde antes da viagem à China

Olimpiadas 2008: Cuidados com a saúde antes de viajar para a China

As Olimpiadas 2008 já estão quase começando. Muitos brasileiros irão assistir aos jogos olímpicos em Pequim. Pensando nisto, o Ministério da Saúde irá oferecer orientações a quem vai viajar para a China, visando evitar problemas com doenças.

Clique aqui e saiba mais!

Campanha contra hanseniase 2008 está no ar!

Campanha contra hanseníase 2008 está no ar!

No Brasil, 15 mil postos de saúde fazem o diagnóstico e o tratamento da hanseníase. O Ministério da Saúde vai distribuir 100 mil exemplares de cartilha com direitos dos pacientes.

Entre os dias 6 e 20 de julho, o Ministério da Saúde veicula na mídia a campanha contra a hanseníase. A iniciativa vai munir os brasileiros com o máximo de informações para que eles possam ser ativos na prevenção. Quanto mais cedo se identifica a doença, menores as chances de seqüelas. A campanha será transmitida nos canais de TV, rádios e jornais e explica o que é a hanseníase, como se transmite, como identificar os sintomas e como fazer o tratamento adequado.

A cada ano, o Brasil tem 47 mil novos casos da doença. A meta é a detecção precoce de casos, especialmente entre os menores de 15 anos. Espera-se com isso intensificar a identificação e tratamento dos portadores.

No país, 15 mil postos de saúde fazem o diagnóstico. O tratamento da hanseníase – que tem cura – é feito com vários medicamentos fornecidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É importante que a adesão seja efetiva. Se o indivíduo atrasa a dose ou deixa de tomar o remédio, o bacilo pode ficar mais resistente e há um atraso na cura da doença.

CARTILHA – Uma vez identificada a enfermidade, também é importante que o indivíduo faça o autocuidado, com técnicas e exercícios para prevenir incapacidades ou a piora das mesmas. Esses exercícios estão disponíveis na cartilha que o Ministério da Saúde lançou no início de julho com o título Hanseníase e Direitos Humanos – Direitos e Deveres dos Usuários do SUS. Serão distribuídos 100 mil exemplares para gestores, ONGs e Secretaria de Direitos Humanos. A íntegra da cartilha está disponível na página inicial do Portal Saúde (www.saude.gov.br).

O manual aborda questões ligadas ao direito do paciente com hanseníase como informação, garantia de acesso a cirurgias reparadoras, apoio psicológico para o enfrentamento da doença e adaptação das pessoas com incapacidades.

Ainda com o intuito de fornecer mais esclarecimentos aos indivíduos para que eles possam ser ativos na prevenção, o ministério distribuirá dois milhões de panfletos sobre a doença, capacitou 100 profissionais do Disque-Saúde para fornecer informações por telefone e, em parceria com uma empresa de telefonia, lançará um milhão de cartões telefônicos sobre o tema.

Dentre os principais sinais da hanseníase estão: manchas esbranquiçadas, avermelhadas em qualquer parte do corpo, lisas ou elevadas; caroços avermelhados ou castanhos; e áreas da pele que não coçam, mas formigam e ficam dormentes, com diminuição da ausência de dor, de sensibilidade ao calor, ao frio e ao toque. Também são sinais: engrossamento de certos nervos dos braços, pernas e pescoço, aparecimento de caroços ou inchaços, perda de pêlos nas manchas e perda dos cílios e sobrancelhas.

Telehansen: 0800 26 2001 – Telefone para tirar dúvidas a respeito da hanseníase.

Fonte: Ministério da Saúde

__________________________________________________________________________________

Quem leu esta matéria, também gostou de:

Tudo sobre hanseníase – Artigo completo.

Campanha nacional contra hanseniase 2008

A Campanha nacional contra a hanseníase será veiculada pelo Ministério da Saúde entre os dias 6 e 20 de julho de 2008.

Saiba mais sobre a campanha nacional contra a hanseniase: clique aqui!

_________________________________________________________________

Pessoas que leram esta mátéria também gostaram de:

Video da campanha contra hanseniase.

Tabagismo: Imagens macabras e horripilantes são as novas armas da saúde contra o cigarro

O Ministério da saúde optou por combater pesado o tabagismo. Por isso está utilizando uma estratégia de causar terror no fumante, colocando imagens macabras e bizarras nos maços de cigarro. Até que ponto isso seja bom ou não, só saberemos no futuro. O fato é que, de imediato, o impacto das imagens é muito grande, e pode desencorajar muitos fumantes em sua fase inicial do vício.

“As imagens são fortes. De uma certa forma, radicalizam um pouco a linha que vinha sendo adotada pelo ministério. Mas foram construídas em cima de um conjunto de evidências científicas. Há toda uma avaliação por trás que fortalece essa estratégia”, avaliou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

(Menores de 14 anos e gestantes são desaconselhados a ver estas imagens).
Clique aqui e veja as imagens.

Estas fotos foram elaboradas em comemoração ao Dia Mundial sem Tabaco 2008. O Ministério da Saúde e o INCA lançaram as novas imagens de advertência sanitárias das embalagens dos produtos de tabaco. Pela primeira vez, as fotos e mensagens foram produzidas e selecionadas com base em um estudo sobre o grau de aversão que as ilustrações alcançam.

Fonte: Ministério da Saúde